Tags

Voltar

A fisioterapia é a ciência que se ocupa do estudo, diagnóstico, prevenção e recuperação de pacientes que sofreram lesões cinéticas em órgãos e ou sistemas do corpo. A área também pode ser responsável por medidas e ações preventivas a fim de evitar a ocorrência dessas contusões.

Que tal conhecer um pouco mais sobre a atuação do profissional desse ramo da saúde? Continue a leitura!
O que faz um Fisioterapeuta?

 

Regulamentada há mais de 50 anos, a profissão de Fisioterapeuta diz respeito ao cuidado com lesões em determinados regiões do organismo. Essa cautela, por sua vez, envolve desde medidas de prevenção até o diagnóstico e o tratamento.

 

Em relação ao atendimento ao paciente, um fisioterapeuta começa seu trabalho por meio do diagnóstico, etapa na qual ele avalia exames. Também se atenta aos movimentos de quem está sendo atendido para detectar incômodos. Após esse primeira fase, ele prescreve um tratamento específico para aquela circunstância. Alguns dos mais comuns são: massagens, exercícios físicos (inclusive na água) e metodologias à base de calor e frio.

As primeiras sessões desse tratamento são realizadas pelo paciente juntamente com seu fisioterapeuta. Após algum tempo, passa a ser executado de forma autônoma, segundo as orientações do profissional de saúde. Em seguida, novas avaliações são feitas periodicamente, a fim de avaliar progressos e, se necessário, propor alterações na metodologia.

Como se tornar um Fisioterapeuta?

Desde que a profissão de Fisioterapeuta foi regulamentada em 1969, para atuar na área é preciso cursar uma graduação reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e, em seguida, se registrar no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito) do seu estado.

O curso de Fisioterapia, na modalidade bacharelado, tem duração média de 5 anos. Sua grade de matérias envolve disciplinas como Anatomia, Farmacologia e Genética. Segundo o site do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, COFFITO, essa graduação tem como fundamento formar profissionais que adquiram algumas habilidades gerais. São elas:

    Atenção à saúde
    Tomada de decisões
    Comunicação
    Liderança
    Administração e gerenciamento
    Educação permanente

Quais as áreas de atuação?

Muitas pessoas imaginam que o Fisioterapeuta ocupa-se exclusivamente do tratamento de lesões musculares. Porém, as atividades exercidas por esse profissional podem ir muito além dessa ocupação. Conheça algumas das áreas de atuação da profissão:

    Fisioterapia Cardiorespiratória: Essa área tem a função de cuidar da saúde e da recuperação de pacientes que sofrem com doenças cardíacas ou respiratórias. O seu objetivo é proporcionar a essas pessoas um maior bem-estar;

    Ortopedia e Traumatologia: Os profissionais que atuam nessa área têm o objetivo de ajudar na recuperação de pacientes que já possuem anormalidades nos ossos/músculos ou que sofreram contusões nesses locais;

    Fisioterapia Esportiva: Responsável por acompanhar as condições físicas de atletas e avaliá-las periodicamente. De acordo com a modalidade específica de cada esportista, são prescritas atividades com função preventiva. Esse profissional também é responsável por tratar lesões, caso ocorram;

    Fisioterapia do Trabalho: Se ocupa com a saúde do trabalhador. Um profissional dessa área pode elaborar exercícios para serem desempenhados no ambiente de trabalho, realizar palestras, conceder treinamentos ou até mesmo participar de exames admissionais e demissionais;

    Indústria de Equipamentos: Os profissionais da área auxiliam na elaboração de novos equipamentos com fins fisioterápicos ou no teste de instrumentos já existentes;

    Saúde preventiva: Como o próprio nome diz, essa área tem fins preventivos: constitui em um conjunto de exercícios, atividades de relaxamento muscular e alongamentos frequentes que tem como finalidade evitar possíveis lesões e incômodos. Alguns desses exercícios têm, inclusive, a capacidade de reduzir sintomas de ansiedade e depressão;

    Fisioterapia Neurológica: Atua na reabilitação de pacientes que sofreram acidentes ou lesões no sistema nervoso (Como um Acidente Vascular Encefálico). Ela se ocupa de auxiliá-los a realizar novamente ações e movimentos básicos do dia-a-dia, proporcionando maior qualidade de vida.
     

Especialidades Reconhecidas

O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, COFFITO, foi criado com o objetivo de fiscalizar, normatizar e regulamentar - no âmbito ético, científico e social - as atividades desempenhadas pela Fisioterapia e pela Terapia Ocupacional.

As especialidades da área de Fisioterapia reconhecidas por esse Conselho são:

    Fisioterapia em Acupuntura
    Fisioterapia Aquática
    Fisioterapia Cardiovascular
    Fisioterapia Dermatofuncional
    Fisioterapia Esportiva
    Fisioterapia em Gerontologia
    Fisioterapia do Trabalho
    Fisioterapia Neurofuncional
    Fisioterapia em Oncologia
    Fisioterapia Respiratória
    Fisioterapia Traumato-Ortopédica
    Fisioterapia em Osteopatia
    Fisioterapia em Quiropraxia
    Fisioterapia em Saúde da Mulher
    Fisioterapia em Terapia Intensiva

Agora que você já conhece amplitude das áreas de atuação de um Fisioterapeuta e até mesmo como é a graduação, que tal descobrir como é a atuação desse profissional para alto rendimento no esporte? Acesse e confira!