Tags

Voltar

O TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) é uma produção acadêmica que quase todo graduando deve realizar, geralmente em seu último ano de estudos, para conseguir concluir a sua graduação. Sua obrigatoriedade é determinada na diretrizes específicas de cada curso, e também está presente em alguns cursos de pós graduação.

Apesar de ser uma disciplina dos últimos períodos muitos alunos já começam a temê-lo assim que ingressam na graduação, tanto por ser um pré-requisito para a obtenção do diploma como pela necessidade de defender o trabalho em uma banca avaliadora.

Porém, é importante ressaltar que você não chegará até essa banca despreparado, durante sua graduação diversas disciplinas e conteúdos serão apresentados para que você possa obter o conhecimento necessário para produzir o seu TCC.  Você também contará com a ajuda de um professor de sua escolha, que deverá ser o seu orientador durante o processo de produção do trabalho.   Além disso, existe muito material disponível tanto em livros como on-line, que servem como grande auxílio se você ainda se sentir perdido ao dar esse passo. Por isso, hoje separamos um conteúdo para que você possa entender mais sobre o TCC e como ele funciona. Também para aprender como desenvolvê-lo em um passo-a-passo que vai te mostrar que o TCC não é uma tarefa impossível para dificultar sua graduação, e sim, um trabalho síntese de seu percurso formativo que exigirá seu esforço, mas em troca resultará em experiência.

Então, vamos lá?

Primeiro, o TCC, para quem não sabe ainda, não depende só da escrita, mas também da apresentação e arguição da banca de defesa. Ele é um trabalho acadêmico, e como tal, deve ser estruturado em três partes essenciais, que são os elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais.
    Como estamos falando sobre o desenvolvimento do trabalho, focaremos hoje na parte textual.  Essa é a parte que compõe o núcleo da monografia, ou seja, o corpo do texto. Por isso, todo o conteúdo principal do trabalho deve ser elaborado ao longo dos elementos que integram a parte dele.


Confeccionando o TCC

   Antes de começar, saiba qual é o padrão dos demais TCCs da área, assim, você terá mais segurança para pensar como será o conteúdo do seu TCC.


Referencial teórico

   Um dos pontos fundamentais do desenvolvimento do TCC é sua fundamentação teórica. Para tanto, você deve utilizar análises, pesquisas e obras de outros autores para embasar a pesquisa científica e o conteúdo da sua monografia. É, aqui, que você deve apresentar e discutir a literatura consultada sobre o tema proposto para o seu trabalho acadêmico, demonstrando o estágio de desenvolvimento daquela temática na atualidade.
   Ele pode ser entendido como o estado da arte da sua temática e pode obedecer ao formato de uma revisão sistemática.
   Nessa etapa do trabalho, é onde deve-se estabelecer as ligações entre a bibliografia utilizada e a situação problema que você apresentou na introdução e que pretende solucionar.    Para isso é fundamental fazer uso de citações e transcrições dos textos pesquisados para dar maior suporte teórico ao seu próprio texto, inclusive com a indicação dos autores pesquisados.
   Qualquer pensamento usado na defesa de um argumento deve ter como base uma coleta de dados ou um referencial teórico o que confere uma maior credibilidade à sua pesquisa.

Resultados no desenvolvimento do TCC

   É no desenvolvimento da monografia que você deve descrever a pesquisa realizada para seu trabalho, de acordo com a metodologia apresentada na introdução. Nessa parte, você deve descrever as etapas e processos da sua pesquisa de forma mais detalhada, abordando os dados colhidos e analisando as informações obtidas.
   Aí, é possível contar com o apoio de recursos estatísticos e fazer uso de ilustrações, tabelas e gráficos para facilitar a exposição e a compreensão dos dados coletados.    É, também, de fundamental importância estabelecer conexões entre os dados obtidos, o problema de pesquisa e a fundamentação teórica.
   Em outras palavras, não basta apenas organizar as informações coletadas. Também é preciso interpretá-las e fazer uma análise aprofundada.