Setembro Amarelo na UniRed.

2018-09-25 00:00:00.0 - Nino Bellieny

A campanha Setembro Amarelo começou no Brasil em 2015, liderada pelos CVV- Centro de Valorização da Vida, CFM - Conselho Federal de Medicina e ABP -Associação Brasileira de Psiquiatria. As primeiras ações foram em Brasília, mas, em 2016, outras cidades em vários estados aderiram ao movimento com a mesma intensidade.

Desde que o movimento chegou ao Brasil, a UniREDENTOR tem apoiado com atividades em todos os seus campus. Em 2018, as atividades de sensibilização ao tema iniciaram-se em Itaperuna no dia 03.09, em Campos dos Goytacazes no dia 10.09, em Paraíba do Sul no dia 17.09 e em Queimados no dia 18.09.

A IES distribuiu fitas amarelas e usou guarda-chuvas da mesma cor, como símbolos de proteção e apoio. A UniRed tem uma estratégia psicopedagógica permanente, que ajuda a quem precisa a procurar os caminhos necessários para uma vida plena. As ações são coordenadas pelo Curso de Psicologia da UniREDENTOR em conjunto com o Departamento CASA.

Uma das culminâncias foi o RedCine, um projeto institucional que acontece durante todo ano, envolvendo vários cursos, o qual consiste em uma discussão interdisciplinar de temas de interesse de saúde pública a partir do cinema. O projeto tem um caráter de responsabilidade social, pois a participação de cada aluno é garantida pelo troca do ingresso por materiais a serem doados a pessoas que precisam. O RedCine do Setembro Amarelo discutiu as associações entre Bulling e Suicídio, o sentimento de culpa e a perspectiva daqueles que perderam seus entes queridos para o suicídio.

A IASP- Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio incentiva a causa e a divulgação em todo o mundo, principalmente no dia 10 de setembro, Dia Internacional de Prevenção ao Suicídio, e a UniREDENTOR continuará empenhada em colaborar, em Setembro e durante todo o ano, a fim de promover a saúde, oferecendo informações e conhecimentos sobre os estilos de vida saudáveis.